COMcorrentes, é bom ou ruim?

Publicado por

Olá,

Tudo bem?

Este artigo é o primeiro da série S.E.R – Saber Empreender na Recreação e faz parte do mês comemorativo de 31 anos que empreendo na recreação. Durante este mês estarei publicando artigos, fazendo podcast, lives e gerado outros conteúdos. Espero que goste e compartilhe o mesmo com seus amigos e com a concorrência. kkkkk!

No entanto, antes de aprofundar o assunto seria interessante definir o que é a tão famosa e temida CONCORRÊNCIA.

Em particular, eu detesto, não sei você… mas o fato de detestá-la, não fará ela desaparecer, não é mesmo?

O que importa é o que devemos e o que podemos fazer sobre este assunto no dia a dia. Para escrever este artigo eu percorri outros sites para me guiar e definir o tom que traria para a nossa conversa.

Logo, o nosso caminho será assim:

  • Definição de Concorrência Econômica;
  • Tipos de Concorrência;
  • O que fazer para lidar com tanta Concorrência;

Vamos lá?

O QUE É CONCORRÊNCIA ECONÔMICA

Eleger uma definição completa sobre CONCORRÊNCIA é complexo, então decidi escolher a mais básica de todos para não perder o prumo.

“A Concorrência econômica corresponde à situação de lucro de um mercado em que os diferentes produtores/vendedores de um determinado bem e/ou serviço atuam de forma independente face aos compradores/consumidores, com vista a alcançar um objetivo para o seu negócio – lucros e vendas  – utilizando diferentes instrumentos, tais como os preços,a qualidade dos produtos, os serviços após venda.

 (https://pt.wikipedia.org/wiki/Concorrência_(economia)

Seria muito bom se tudo fosse simples e direto como a definição acima, mas a realidade é que essa tal concorrência é mais complexa do que uma simples definição. Gosto de dizer que a concorrência é tudo que tira a gente da Zona de Conforto.

Estou no mercado empreendendo há 31 anos e posso afirmar com certeza que tenho um pouco de “saudades” de duas décadas atrás, onde dominávamos o mercado em quase sua totalidade, não por sermos os melhores, mas pelo fato de termos sido os pioneiros e tivemos o privilégio de ficarmos muitos anos praticamente sozinhos neste segmento o que inevitavelmente nos trouxe credibilidade, visibilidade e lógico muita experiência e aprendizado.

O mercado mudou e a concorrência aumentou. Apesar de não “adorar isto” a concorrência tem sido a grande responsável por muitos avanços e melhorias dentro da nossa empresa.

Todo mercado é dinâmico e precisa de investimentos em todos os setores, não só pessoal, mas em processos, tecnologia, estratégias e nem sempre os nossos recursos estão disponíveis para enfrentar um mercado concorrencial, mas se queremos permanecer no “jogo” é necessário entender tudo isto e principalmente como a concorrência funciona e o que precisamos fazer para nos manter no negócio.

Gostaria de convidá-los para conhecer 4 tipos de concorrência que separarei para avaliarmos. É possível que você encontre outros tipos de nomenclaturas mas, acredito que estas quatro vão trazer um entendimento proveitoso para você e para a sua empresa.

É preciso identificar e conhecer os seus adversários e ter informações verdadeiras sobre suas estratégias, pois para vencer uma guerra, é necessário táticas e um plano bem desenhado. 

Após inteirar-se dos tipos de concorrência, é possível que identifique que tem mais concorrentes do que imaginava. Sentir-se desconfortável com isto, não é nenhum pecado. A ÓTIMA notícia é que você poderá prevenir-se, organizar-se e sair na frente da concorrência de modo planejado e estratégico, fazendo a concorrência correr atrás do prejuízo.

TIPOS DE CONCORRÊNCIA

  1. Concorrência de MARCA;
  2. Concorrência SETORIAL;
  3. Concorrência de FORMA;
  4. Concorrência GENÊRICA;

Concorrência de MARCA

Concorrência de MARCA ou DIRETA, são terminologias que você irá encontrar para este tipo de concorrência. É aquela que oferece produtos e/ou serviços similares ao seu e naturalmente tem de fato o o mesmo público. 

              Temos como exemplo: 

  • Coca-Cola  /Pepsi;
  • Cia do Lazer / Empresas de Recreação e assim por diante.

Concorrência SETORIAL 

Popularmente conhecido como concorrente INDIRETO.  São empresas que oferecem produtos e serviços na mesma área que a sua. Fornecem produtos similares com valores distintos, mas hipoteticamente o mesmo produto ou serviço.

Temos como exemplo:

  • Empresa X vende TV de 20 polegadas por R$ 450 e a empresa Y vende TV de 45 polegadas por R$ 4.000, apesar de valores serem bem distintos são concorrentes setoriais.
  • Acampamentos Cia do Lazer / Resorts que vendem programas de férias.

Concorrência de FORMA

Chamada também de NEBULOSA, pois são concorrentes que vendem produtos e serviços substitutos em sua forma.

Temos como exemplo:

  1. Empresa de  automóveis que tem como concorrentes de “forma” empresas que vendem motos, bicicletas, caminhões e até o próprio município, que oferece transporte público. 
  2. Cia do Lazer / praia, parques, cinema, teatro, brinquedo e etc

Concorrência GENÉRICA

Conhecida como ECONÔMICA também, são todas as empresas que disputam o dinheiro dos seus clientes com você.

Temos como exemplo: 

  • Se você tem um hotel, você estará competindo não só com outros hotéis, pousadas e resorts. Você estará competindo ainda com uma loja de carros, com uma empresa de reformas, com uma imobiliária e assim por diante. O seu cliente terá de escolher o que ele vai fazer com o dinheiro que tem pois ele provavelmente não pode fazer tudo. Ele vai escolher entre viajar nas férias ou reformar o apartamento. Entre trocar de carro ou comprar uma casa nova. Entre ir ao shopping comprar uma roupa ou ir jantar fora, e assim por diante.
  • Cia do Lazer – você estará competindo com um celular, por exemplo, você quer ir para o ACAMPAMENTO DE FÉRIAS ou quer um CELULAR NOVO….

NOSSA…

Não se desespere… pois ao tomar consciência de como anda a sua concorrência é possível fazer uma análise do seu cenário com mais amplitude e clareza, descobrindo novos caminhos, aperfeiçoando e colocando o seu produto e/ou serviço em outro patamar.

O QUE FAZER PARA LIDAR COM TANTA CONCORRÊNCIA?

Bem, gostaria de ter a fórmula secreta, mas não tenho…

Isto demanda muito trabalho e uma atenção continuada para manter-se no mercado. Este é o único caminho.

Dicas para não perder o prumo:

  • Conheça a fundo exatamente quem são seus concorrentes;
  • Prepare-se para todas as objeções do seu cliente; 
  • Crie estratégias de marketing com foco na sua persona;
  • Defina com clareza o seu NICHO;
  • Esteja pronto para mudar a qualquer momento;


PROCURE SABER AINDA:

  • Quais são seus concorrentes diretos e indiretos;
  • Qual a participação de cada um no mercado; 
  • Qual é o preço dos seus produtos/serviços;
  • Formas de pagamento utilizadas; 
  • Número de lojas e colaboradores;
  • Horário de funcionamento;
  • Localização geográfica;
  • Quais seus diferenciais;
  • Políticas de atendimento;
  • Quais são as necessidades do cliente que eles atendem e quais são as que eles não atendem;
  • Tempo de atuação no mercado;
  • Quais estratégias de marketing e vendas são utilizadas. 

Bem, parece difícil não é mesmo, mas isto é apenas a ponta do iceberg de quem empreende e de quem quer ter sucesso…

Apesar disso, gostaria de comunicar que o mundo esta mudando e cada vez mais as pessoas e empresas trabalham de forma colaborativa. Estreitar laços com alguns concorrentes e modificar o seu modelo mental pode transformar a sua jornada.

Livrar-se da metáfora “COM CORRENTES” pode ser libertador para o seu negócio em todos os sentidos.

As empresas do futuro procuram mentes que pensem de forma cooperativa e co-participativa.

Encontre para a sua empresa parceiros que pensem como você e identifiquem entre si habilidades e fraquezas e quem sabe, tracem juntos estratégias de sucesso.

Mas, antes de tomar este rumo, escolha à dedo o seu parceiro para não dar um “tiro no pé.”

https://administradores.com.br/artigos/concorrentes-x-parceiros-um-equilibrio-estrategico-de-sobrevivencia

https://www.ibccoaching.com.br/portal/mercado-trabalho/conceito-de-concorrencia-direta-e-indireta/

Boa Sorte e a gente se vê em breve.

Deixe uma resposta